Comments

Antes de viajar nas leituras, clique aqui e indique o blog.

Trends Tops - Agregador de Conteudos

Total de leitores de página

PROFECIA.

Posted by at setembro 22, 2015 Read our previous post
Para mostrar que realmente amava Meinu, a mulher que escolhera, Sakka aceitou o desafio da mesma e assim que terminou sua graduação, ao invés da festa de formatura, pegou para si, todo o dinheiro que os pais economizaram para o evento. E mesmo com a desaprovação de muitos, que diziam para ele que não valia a pena, saiu do Bairro Jardins onde morava, viajou até o país mais longínquo daquele continente, para subir a mais alta montanha, chegar ao monastério mais próximo de Deus possível e gravar a mais perfeita declaração de amor para sua amada.

Sakka passou semanas viajando até o país mais longínquo do mundo, e mais semanas escalando a montanha até encontrar o monastério. Lá entrando, dirigiu-se até o altar onde estava o maior sacrário do mundo, ajoelhou-se e começou a questionar Deus, procurando resposta para todas as suas perguntas. Ao final de suas orações e preces, ligou sua câmera, gravou sua declaração de amor, pagou o tributo e foi indo até a saída do monastério.

Lá fora, todos os monges pulavam e cantavam de alegria, pois Deus havia se pronunciado e respondido todas as dúvidas que perturbavam a mente e os corações deles. Isso depois de mais de nove séculos que fora fundado o monastério. E tudo por causa da prova de amor de um estrangeiro, que fora profetizada pelo monge mais idoso. Sakka, sem perguntar o porque dos monges estarem tão alegres,  fez sua epopeia de volta para casa, pensando naquela cuja bússola afetiva, genética e instintiva apontava como a mulher da sua vida, apesar das críticas severas de seus ex-amigos.

Quando chegou de viagem, não escondia a ansiedade de mostrar à amada Meinu, a declaração de amor que gravou para ela a mais de mil metros de altura, quase nas nuvens. Assim que chegou, rumou direto para a casa dela, parou em frente à entrada, tocou a campainha, sendo recebido por aquela que ele também julgava que seria a sua futura sogra. Ele perguntou a ela, onde estava a futura mãe de seus filhos. E para sua infelicidade, sua futura sogra revelou-lhe que ela havia fugido para se casar com o homem da sua vida: um rapaz dez anos mais velho do que ela, que mal tinha terminado o ensino fundamental e era filho único e herdeiro de um rico empresário do centro-oeste do país.

Todos exultavam e festejavam: os monges, que tiveram seus corações acalantados, a ex-namorada Meinu, que largou tudo para ir embora com o “amor da sua vida” e sua ex-sogra, que exultava de alegria por ter visto a filha bem arranjada na vida com um genro milionário. Só Sakka, o estrangeiro que desde a saída de casa para outro país, até o seu retorno do monastério ao lar, nada vira, nada falara e nada escutara. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aviso: esse blog é um blog para demonstração do meu trabalho literário. Muitos dos meus textos já foram publicados em livros. Mas no geral, se você gostou, fique a vontade para interagir e comentar.

Leia mais!

© ARACAJU, COMO EU CONTO. is powered by Blogger - Template designed by Stramaxon - Best SEO Template