Comments

Antes de viajar nas leituras, clique aqui e indique o blog.

Trends Tops - Agregador de Conteudos

Total de leitores de página

NA PORTA DA GELADEIRA

Posted by at agosto 03, 2015 Read our previous post

Elisabete e Richard não tinham tempo para se verem dentro do apartamento: eram um casal bastante ocupado. Ambos trabalhavam em horários diferentes e só se viam por algumas poucas horas nos dias de folga de cada um. Mas mesmo não se ,vendo nos outros dias, mantinham uma comunicação amorosa, deixando recados na porta da geladeira com aqueles papeizinhos auto-adesivos, que geralmente eram assim: "Amor, tem comida pra você na geladeira. É só colocar no microondas e esquentar. Ah, sim: vou ter uma reunião após o expediente e vou chegar tarde. Beijos. Te amo!".

Richard chegava e lia. Rapidamente fazia o que estava escrito no bilhete pregado na porta da geladeira e, antes de voltar ao trabalho, pegava um papel auto-adesivo, uma caneta e antes de colocar o recado na porta da geladeira, escrevia: "Vou chegar mais tarde hoje também, pois apareceu um bico de encanador para fazer em um condomínio. E a gorjeta nesses condomínios da zona sul é sempre boa e satisfatória. Beijos".

Quando Elisabete chegava, lia o bilhete deixado pelo marido na porta da geladeira, tomava um bom banho, preparava a janta, fazia algum serviço doméstico e sempre ia dormir antes dele chegar. ele que chegava sempre à meia-noite ou de madrugada, tomava um banho e ia se deitar. No outro dia ela acordava primeiro do que ele, deixava o café pronto e ia trabalhar. Para não chegar atrasada,sempre pegava carona com algum funcionário da empresa.

Richard, quando acordava, tomava café, se arrumava e ia trabalhar. Era encanador profissional e sempre ganhava altas gorjetas quando ia consertar algum encanamento quebrado nos apartamentos da zona sul da cidade. Um dia porém, ao chegar em casa, ele vai até a cozinha beber água, olha para a porta da geladeira e vê o seguinte bilhete escrito por Elisabete: "Seu cachorro safado! Descobri tudo: você transa com mulheres da zona sul, quando vai fazer seus serviços de encanador. E como eu descobri? Minha chefe é uma de suas 'clientes'. Por isso quando eu for aí pegar minhas coisas, eu não quero ver essa sua cara cínica na minha frente!".

No outro dia, quando Elisabete aparece com o caminhão de mudanças para pegar seus pertences, adentra na cozinha, vai até a geladeira e encontra o seguinte bilhete deixado pelo então ex-marido: "Se eu transo ou não com minhas clientes, não é da conta da sua chefa! Ela foi uma das que eu rejeitei o serviço, justamente pelo fato de ser sua chefe. E antes de começar a fazer esses servicinhos extras, eu já tinha descoberto que você me traía transando com os chefões da sua empresa, para subir logo de cargo, depois que você começou a trabalhar lá. Só que você já tem três anos de empresa e onde está? No mesmo lugar, levando fama e me dando fama!".
Caro leitor: adquira o e-book ARACAJU COMO EU CONTO,
clicando no link ao lado e leia novos contos sobre a capital das araras e dos cajueiros.


Envergonhada e sem palavras para escrever alguma coisa sobre o assunto em um bilhete, Elisabete amassa o papel e o arremessa no canto da cozinha, antes de começar a encaixotar e mandar os carregadores levarem a geladeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique nessa barrinha azul com nome estranho e deixe seu comentário.

Leia mais!

© ARACAJU, COMO EU CONTO. is powered by Blogger - Template designed by Stramaxon - Best SEO Template