Comments

Antes de viajar nas leituras, clique aqui e indique o blog.

Trends Tops - Agregador de Conteudos

Total de leitores de página

ANOTAÇÕES

Posted by at maio 08, 2015 Read our previous post
Tinha acabado de ser contratada como secretária de um grande executivo, de uma famosa empresa de ferramentas que ficava situada na Serra do machado, em Ribeirópolis. Mas desde a entrevista, sabia que a convivência com seu novo patrão não iam ser das mais fáceis. Pois ele era bastante metódico e levava a sério sua agenda: nunca desmarcava um compromisso, por mais simples que fosse.

Esse fato foi logo comprovado, quando ela passava o horário de expediente inteiro lendo para ele os compromissos e ambos saindo juntos, para fazerem valer cada minuto de seu dia. Por isso tudo o que estava anotado nela, tinha de ser cumprido, custasse o que custasse.

Com o passar do tempo, a relação patrão-secretária foi se estreitando mais do lado dela. Ela havia desenvolvido certo carinho e afeição por aquele homem que lhe garantia ao final do mês, um gordo salário e a garantia de que seus luxos materiais estavam garantidos. Ainda mais quando descobriu através da ligação do médico particular de seu patrão, que o mesmo sofria de transtorno obsessivo compulsivo em relação aos compromissos de sua agenda.

Ela, movida por seus sentimentos, começou então a usar a agenda para conquistá-lo aos poucos. Primeiro foi com um recado que dizia: “18hs – despedir-se da secretária com um beijo no rosto”. Deixou a agenda aberta em cima da mesa do patrão, e quando estava para bater o cartão e ir embora para casa, ele foi até ela e lhe beijou as faces, desejando que ela tivesse uma boa noite. Flutuando no ar, ela chegou em sua casa, deu boa noite aos pais, tomou banho, jantou e quase não dormiu, pensando ainda mais naquele homem poderoso, que poderia lhe dar o mundo, se ela assim o desejasse.

No outro dia, passou o dia inteiro ao lado dele, controlando seus horários, compromissos e até mesmo suas medicações. Ao final do dia, ela escreveu na agenda de seu patrão: “18hs – despedir-se da secretária com um beijo ardente”. Deixou a agenda como de costume em cima da mesa de seu patrão e quando estava para bater o cartão e sair da sala, ele a puxou para dentro da sala dele e lhe deu um ardente e demorado beijo de língua. Suas pernas tremeram quase perdendo as forças, tamanho era o frenesi que aquele beijo havia lhe causado.

Nesse dia ela chegou em sua casa como se tivesse asas, sem nem sentir o chão que pisava, tamanha era a alegria que seu rosto não conseguia esconder. Seus pais estranharam o fato dela ter passado por eles sem que eles existissem. Nessa noite ela tomou banho, jantou e só conseguiu dormir depois de descarregar todo o frenesi daquele beijo por entre seus dedos.

Alguns dias se passaram, nesse jogo de aproveitamento da parte dela, até que não agüentando mais beijos e carícias, escreveu na agenda do patrão a seguinte anotação: “18hs – fazer sexo com a secretária, até não agüentar mais”. Assim que escreveu, foi até a sala do patrão, deixou a agenda em cima da mesa dele. Quando já estava para sair do escritório, seu patrão a chamou para dentro da sala dele. Assim que entrou o mesmo tranca a porta e faz sexo com a mesma como um animal.

Zonza, suada, com as pernas bambas de tantos orgasmos e com um sorriso de felicidade no rosto de orelha a orelha, ela chega em sua casa, dá boa noite aos pais, não toma banho, não janta e desaba em sua cama, adormecendo profundamente. No outro dia, ela chega ao trabalho, com um ar de quem era a segunda no comando, batendo o cartão de maneira imponente e tratando os demais funcionários de modo prepotente. Ela então sobe até o andar onde fica a sala de seu patrão e começa a labuta. O patrão, metódico como sempre, mesmo após a noite que teve com a secretária, não altera seu comportamento e passa o dia inteiro com ela, cumprindo os compromissos que estavam anotados na agenda.

No final do dia, ela querendo ainda mais do que uma simples noite de amor e sexo selvagem com o patrão, faz a maior e mais ousada anotação na agenda do mesmo: “18hs – pedir a mão da secretária em casamento”. E assim que termina de anotar, deixa a agenda em cima da mesa de seu patrão e vai para a sua sala, preparar-se para ir embora. Quando estava abrindo a porta para ir embora, seu patrão aparece e pede para que ela fique mais alguns minutos, pois ele queria ter uma séria conversa com ela. Assim que entra, seu patrão pede que ela sente-se na cadeira de frente a ele. Ela, achando que estava dominando a situação, senta-se de maneira sensual e dá uma bela cruzada de pernas. Ele então lhe entrega um envelope, dizendo se tratar da carta de demissão dela.

Sem entender, ela pergunta o porquê daquilo e ele explica que a empresa possui uma rigorosa regra quanto ao relacionamento íntimo entre funcionários. E se ele tinha instituído a regra, ele deveria ser o primeiro a dar o exemplo. Por isso ele estava entregando a carta de demissão, junto com um cheque gordo, com todos os auxílios que ela tinha direito.

Transtornada, ela começa a praguejar contra ele e contra a empresa, dizendo que iria processá-lo por assédio, abuso sexual e estupro. Disse também que tudo o que ele fez com ela está registrado nas câmeras de segurança da sala e serão usados como provas contra ele e contra a empresa.

Sério e calmo, após ouvir tudo o que agora sua ex-secretária  acabara de falar, ele pega a agenda, abre-a na semana em que eles se encontravam, coloca a agenda de frente para ela e pede que a mesma leia a anotação que ela mesma havia feito.

Assim que seus olhos passaram pela anotação, ela engole a raiva, fica extremamente ruborizada e sem chão, sem saber o que falar ou fazer, levanta-se da cadeira e vai embora, sem nem olhar para trás. Ele espera alguns minutos, pega sua maleta, fecha todo o gabinete, desce até o estacionamento, entra em seu carro e vai embora da empresa. Enquanto dirige, ele retira uma pequena caixa do bolso de seu paletó, abre-a e dentro dela se encontra o mais bonito anel de compromisso que o dinheiro pode comprar. Ele guarda novamente o anel e fala consigo mesmo: “ainda não foi dessa vez. Quem sabe na próxima”, e segue dirigindo até sua mansão, pensando nas entrevistas que o pessoal do RH irá fazer, até que encontre a próxima secretária que se encaixe em seus padrões de exigências.

Lá dentro do gabinete, solitária e aberta para qualquer um que passasse e lesse se encontrava a agenda que calou a ex-secretária, que estava justamente na página onde se encontrava a seguinte anotação: “10hs – vinda dos técnicos para consertarem as câmeras de segurança do gabinete do patrão e do escritório da secretária. Reclamar sobre o tempo de inatividade das mesmas: três meses”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique nessa barrinha azul com nome estranho e deixe seu comentário.

Leia mais!

© ARACAJU, COMO EU CONTO. is powered by Blogger - Template designed by Stramaxon - Best SEO Template